Bandeira do BrasilEm português Bandeira dos Estados UnidosEm inglês Bandeira da EspanhaEm espanhol

Painel de Login

Login

Senha

Entrar

Ecologia

O Que é Ecologia?

Ecologia
É a versão moderna da antiga disciplina conhecida como História Natural. É ligada à biologia, e estuda a relação existente entre todos os seres vivos e o ambiente em que vivem. Pelo estudo da ecologia é possível saber como o homem modifica o ambiente em que vive e quais as conseqüências de seu comportamento, pois nenhum animal, nenhuma planta, vivem isolados. Cada um se relaciona com os outros, com a terra, o ar e a água, que constituem seu ambiente físico. Os maiores problemas causados pelo homem são a poluição e a destruição do meio ambiente. A contaminação da água e do ar tem atingido níveis muito altos, o desmatamento tem levado à extinção espécies animais e vegetais. Isso causa um desequilíbrio muito grande, afetando o próprio homem.

Ciclo alimentar
O ciclo alimentar é uma cadeia contínua de seres vivos alimentando-se uns dos outros. As plantas fabricam seu próprio alimento (fotossíntese), por isso estão na base do ciclo alimentar. Depois, vêm os animais que comem plantas (herbívoros), os outros que devoram estes (carnívoros), e assim por diante. Após a morte do último animal do ciclo, seu corpo é decomposto por fungos e bactérias, devolvendo substâncias nutritivas ao solo, que são utilizadas pelas plantas. Como as relações entre os seres vivos não são tão simples como nesse esquema de ciclo, é mais correto falar de uma trama alimentar, um complexo sistema de interdependências.

Ecossistema
Uma comunidade de plantas e animais que vivem juntos é chamada de ecossistema. O oceano é um exemplo de ecossistema. Existem nele várias espécies de peixes, algas, moluscos, organismos microscópicos, enfim uma variedade enorme de seres vivos. O ambiente dessa comunidade possui características próprias de temperatura, oxigênio, luz, entre outras. Em seu estado natural, essa comunidade será estável, todos os seres estarão em mútuo equilíbrio. Como uma espécie alimenta-se de outra, haverá sempre um crescimento populacional estável. O equilíbrio ecológico define esse estado de harmonia. Não havendo influências exteriores, o equilíbrio se manterá por mecanismos autocontroladores. Um deles é a disponibilidade de alimento. Se uma espécie crescer demais, haverá escassez de alimento e parte dos animais morrerá restabelecendo o equilíbrio. O homem atua de forma drástica nesse equilíbrio. Um exemplo é a pesca predatória. A captura de enormes cardumes de forma repetitiva, causa uma diminuição gradativa das espécies, levando ao desequilíbrio.

Biodiversidade
A biodiversidade é definida como a variabilidade de organismos vivos de todas as origens e os complexos ecológicos de que fazem parte; compreende ainda a diversidade dentro de espécies, entre espécies e de ecossistemas. Também pode ser compreendida de maneira ampla como sendo constituída por toda a gama de material genético (aquele que contenha unidades funcionais de hereditariedade) existente em todos os indivíduos e populações de seres vivos do planeta.

Legislação Ambiental



É ilusão pensar que os problemas ambientais possam ser resolvidos somente pela educação. A existência de boas leis conservacionistas e, muito mais do que isto, a justeza na aplicação destas, cria oportunidades para mudar atitudes diante da natureza. Permitir que tais leis não sejam cumpridas é deseducar e anarquizar as relações entre a riqueza natural do país e a população.

No Brasil, a preocupação com a conservação e a preservação dos recursos naturais renováveis remonta aos idos de 1907, quando a primeira versão do Código das Águas foi apresentada à Câmara Federal, aprovada em segunda discussão e teve sua tramitação interrompida. Em 1915 foi criado o primeiro Serviço Florestal no estado de São Paulo. Mais tarde, em 1934, foi promulgado o Código das Águas, que se mantém até os dias de hoje, complementada pela Lei 9433/97. Também é de 1934 o primeiro Código Florestal do Brasil, pela Lei 4771, de 1965, que implantou o novo Código Florestal que vigora até hoje. A Lei 4504, conhecida como o Estatuto da Terra, sancionada em 1964, veio integrar, juntamente com o Código de Caça e Pesca, um complexo conjunto de instrumentos legais. Atualmente, existe um elenco de leis e legislações federais, estaduais e municipais, com objetivos diferentes e muitas vezes conflitantes nas suas aplicações. Veja mais....

Lei De Crimes Ambientais

LEI DE CRIMES AMBIENTAIS Nº 9.605, DE 12/12/1998

Esta nova lei incrimina tanto as pessoas físicas como jurídicas, com penas que vão desde multa, cadeia a até perda de patrimônio.Consideram-se crimes graves: poluir córregos, rios e represas. Desmatar áreas de mananciais ou de preservação permanente. Destruir plantas ornamentais em praças públicas ou áreas particulares. Provocar maus tratos em animais. Produzir poluição visual (pichações), etc. Esta lei estabelece multas que variam de R$ 50,00 a R$ 50 milhões. Veja mais...

Aprenda a preservar





UM MONTE DE LIXO NO LUGAR ERRADO
Milhões de litros de esgotos não-tratados são despejados num rio. Um lote de ferro-velho e restos de carros enferrujados estragam um pedaço de bosque. Garrafas plásticas, latas de alumínio e massas oleosas estão estocados na ponta de uma praia arenosa. Caixas de suco e sacos plásticos boiando em algum rio do Pantanal.Tais coisas, hoje tão comuns, fazem parte do cenário dos grandes e pequenos centros urbanos.
O problema do lixo vem se agravando e a cada ano são produzidos mais e mais resíduos e torna-se cada vez mais complicado reciclá-los.

 Encontramos vários tipos diferentes de resíduos. Há os esgotos com restos de nossos banheiros, lavatórios e pias de cozinha. Há os resíduos de fábricas e indústrias, frequentemente venenosos e perigosos, se atirados sem tratamento à água ou à terra. E há a enorme quantidade de lixo orgânico que jogamos fora todos os dias em nossas latas de lixo. Veja mais...

Você é o nosso visitante nº 1407898

Produzido pela Magos Multimídia

Olivertur - Todos os direitos reservados